Você está aqui:Início » Relacionamentos » Swing ou troca de casais

Swing ou troca de casais

 

O swing ou troca de casais é uma realidade em grande expansão quer em Portugal como no Brasil e mais um sinal óbvio da mentalidade aberta dos novos casais modernos que fogem à monotonia da monogamia. Após um questionário voluntário que envolveu cerca de 5.600 casais portugueses e brasileiros, 16% confessou já ter experimentado a troca de casais e adorado, por sua vez uns estrondosos 60% nunca experimentaram o swing, mas têm uma grande curiosidade acerca disso, não descartando a possibilidade de aderirem a esta comunidade de casais liberais que procuram encontros com outros casais excitantes. Consciente da crescente curiosidade de muitos casais e solteiros acerca desta temática, decidi inscrever-me com a minha companheira nalguns sites de troca de casais e visitar uma conhecida casa de swing, exclusiva para casais onde os solteiros não entram.

Confesso que desconhecia pormenorizadamente a comunidade swinger, mas rapidamente cheguei à conclusão que o swing ou troca de casais é bem mais comum do que imaginava, com pessoas que deixam os preconceitos e tabus de lado, procurando uma vida sexual mais diversificada e excitante. Anteriormente era uma prática pouco divulgada com regras e segredos bem definidos, mas atualmente tem um número crescente de adeptos e simpatizantes. O swing ou troca de casais é, tal como o nome indica, um relacionamento sexual entre dois ou mais casais estáveis, no entanto atualmente há que defenda que a introdução de somente um elemento na vida sexual de um casal já poderá ser considerado swing. Tratam-se de relacionamentos puramente sexuais em que os casais são totalmente cúmplices, não escondendo nada dos seus parceiros, envolvendo-se com o consentimento e apoio deles. Naquele momento partilham momentos de prazer sexual com outros swingers, mas após saírem daquele ambiente de romance com troca de casais continuam usufruíndo de todos os direitos e deveres de um casamento convencional.

O que leva um casal a aderir ao swing ou troca de casais?

  • Curiosidade: Foi o nosso caso, tinha de ir saciar a minha curiosidade acerca disto… ver e sentir que tipo de casais encontraria, satisfazer uma fantasia sexual minha, ter sexo com outra linda mulher enquanto observava a minha companheira a ser penetrada por um desconhecido. Muitos dos casais que conheci no dia da visita à casa de swing, foi lá por pura curiosidade e acabaram por se apaixonar pela modalidade;
  • Apimentar o casamento: Encontramos casais cansados da rotina / monotonia com relacionamentos estáveis, que procuravam a excitação e diversão do sexo com outras pessoas, numa relação de mútuo consentimento sem comprometer o seu casamento com uma infidelidade às escondidas;
  • Relacionamentos abertos / Casais liberais: Existem casais liberais com relacionamentos abertos para quem a prática do swing ou troca de casaisé somente mais uma aventura sexual entre muitas, encaram tudo com grande abertura e liberdade;

Pessoalmente achei fascinante a diversidade de pessoas e casais que encontrei, podendo grosseiramente classifica-los da seguinte forma:

  • Curiosos: Casais tal como nós, fomos para explorar sem saber como seria, a nossa curiosidade e interesse por tudo denunciava-nos como first time swingers ainda assim desfrutamos imenso da experiência e quem sabe passaremos a frequentar aquele espaço com regularidade;
  • Voyeurs: Existem imensos observadores que estão lá somente para olhar as brincadeiras dos casais mais exibicionistas e satisfazem-se com isso;
  • Frequentadores assíduos: Casais com relacionamentos longos e firmes, que procuram a excitação proporcionada pelo swing ou troca de casais, sabendo que isso nem belisca a sua relação de cumplicidade e sentimentos que os unem;
  • Falsos casais: Os casais mais experientes conseguem claramente identifica-los e segregam-nos justamente;
  • Famosos: Por incrível que pareça encontrei um conhecido ator português a desfrutar dos prazeres do swing ou troca de casais, não vou revelar a sua identidade, mas podem vê-lo todos os dias da semana numa novela da SIC à noite.

Cada vez existem mais casas de swing ou troca de casais que proporcionam um ambiente acolhedor e diferentes configurações para que a magia aconteça desde cabines privadas até salas de casais para orgias onde vale tudo! Nesta aventura é importante não confundir liberdade com libertinagem pois nem todos os presentes estão realmente interessados em trocar de parceiros, podem estar lá na condição de curiosos ou voyeurs e as suas negas são quase garantidas e devem ser respeitadas. Por norma quem toma a iniciativa da abordagem é a mulher, é ela quem comanda as operações e impõe o ritmo. Os estabelecimentos de swing ou troca de casais disponibilizam diferentes ambientes para diferentes swingers. A higiene e segurança imperam, existem desinfectantes em gel na casa de banho para limpeza das mãos e toda a gente usa preservativo, todos os casais mais experientes nestas lides parecem altamente conscientes e até profissionais. Tal como em todo o tipo de relacionamentos, o respeito deve imperar e os limites individuais de cada casal honrados.

Existem dois tipos de swing ou troca de casais:

  • Soft swing: Consiste na troca de parceiros com caricias, beijos ou sexo oral sem penetração;
  • Hard swing: É a valer, a verdadeira troca de parceiros com penetração.

Creio que o principal inimigo de um casal curioso com o swing ou troca de casais é sem qualquer dúvida o ciúme, portanto pense bem antes de ir a uma casa da especialidade. Fiquei a conhecer mais sobre a diversidade sexual humana nesta visita de estudo prática e a entender o swing o suficiente para partilhar convosco este artigo. Faça o que fizer, seja feliz nas suas escolhas, boa sorte no amor!

VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 0.0/10 (0 votes cast)
Os comentários de momento estão encerrados!

© 2009 - 2016 Energizado com Wordpress, Powered By PTEncontros

Ir para o Topo