Você está aqui:Início » Conselhos Amorosos » Amores de Verão – Alguma vez lhe aconteceu ?

Amores de Verão – Alguma vez lhe aconteceu ?

Amores de Verão

Intensos e tórridos, os amores de verão trazem sempre boas recordações que vai lembrar durante vários meses. São sempre amores ligados à espontaneidade e à atracção física, onde a emoção e o desejo são os ingredientes especiais. O espírito de verão, com o sol, a sensualidade e as festas, permite que o libido se solte e permita relações mais curtas, mas muito intensas.

As festas de praia, os bikinis e decotes, os olhares atrevidos e as insinuações são muito mais comuns durante a época de verão, por isso são poucos aqueles que conseguem resistir, pelo menos os que estão solteiros e disponíveis, para os fantásticos e especiais amores de verão. Os bons amores de verão são sem dúvida uma excelente forma de marcar umas férias diferentes, com muitas vantagens inerentes, mas por outro lado com a possibilidade de um coração partido no final desses dias.

Como curtir os amores de verão

A verdade é que nos assuntos do coração ninguém pode mandar, acontecendo sempre quando uma pessoa menos espera e em muitos casos com pessoas que nem sempre se está à espera. Estes amores instantâneos estão muitas vezes ligados à atracção física, que nestes dias está muito mais evidenciada, porém são cada vez mais aqueles que levam a relacionamentos sérios e até casamentos.

O segredo dos amores de verão é a entrega do momento, isto é, as pessoas não têm que estar a contar amores eternos, mesmo que essa seja uma possibilidade, caso contrário poderá sofrer uma desilusão de amor e estragará todas as recordações destes dias maravilhosos.

Vamos então dar algumas dicas para curtir um amor de verão, sem sofrer no final !

Aproveite enquanto dura

Como a própria dica indica, tudo o que tem a fazer é viver o dia, isto é, seguir o lema de “carpe diem”, mas desta vez relativamente ao seu relacionamento. Tudo o que tem a fazer é aproveitar bem enquanto o amor dura, não fazendo nada que se possa sentir arrependido no final e não deixando nada por fazer com receio de saber se esse é ou não o seu amor de verdade. Os amores de verão são furtivos, por isso tem que saber aproveitar o momento e não pensar demasiado sobre a situação, caso contrário vai dificultar tudo e não vai tirar proveito da situação.

Não seja demasiado “cola”

Esta é uma expressão muito usada nestes relacionamentos superficiais, geralmente associado ao lado negativo do mesmo. Se é uma pessoa demasiado carente, então o melhor é nem sequer começar um destes amores, pois estes são caracterizados especialmente pela liberdade, por isso ser cola é algo completamente incompatível com os jogos de sedução que surgem nos amores de verão.

Não tenha planos

Como já tínhamos falado antes, estes amores são repentinos e tão depressa começam como depressa acabam, por isso é importante que não faça planos para o futuro, muito menos namoro, noivado, casamento e filhos, correndo o risco da queda ser muito maior e depois terá que ultrapassar uma desilusão amorosa, algo que nem sempre é fácil de digerir. Como já foi dito, os amores de verão aparecem quando menos se espera, mas o segredo está em não fazer planos para os dias, semanas ou meses seguintes, deixe-se envolver e aproveite!

Cuidado com o futuro

Então, o verão foi óptimo, o amor de verão correu muito bem e agora ? As férias terminaram e será que se vão voltar a ver ? Este é o medo de muitos que vivem esta experiência. O melhor é trocar e-mail, telefone e facebook, mas sem nunca ficar com muita esperança, principalmente se viverem em cidades ou países diferentes. Se as coisas forem de correr bem, o amor vai durar e evoluir, mas se não correr bem, pode ficar com um amigo(a) e ter amigos nunca é mau. Os amores de verão são mais comuns nos adolescentes, mas acontecem em qualquer idade, por isso é importante que os viva da melhor forma possível, sem estar constantemente a pensar no futuro da relação e deste amor especial.

VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 0.0/10 (0 votes cast)
Os comentários de momento estão encerrados!

© 2009 - 2016 Energizado com Wordpress, Powered By PTEncontros

Ir para o Topo